Notícias

Já no clima da Copa do Mundo, alunos do Fundamental Menor realizam troca de figurinhas

Faltando menos de 20 dias para a Copa do Mundo da Rússia, o Colégio do Salvador realizou na última sexta-feira, 25 de maio, um ‘esquenta’ para o evento esportivo. Com uma troca de figurinhas bastante animada e concorrida, os alunos do 2º ao 5º ano, puderam entrar no clima da Copa.

Vestidos de verde e amarelo eles aproveitaram o momento descontraído para atualizar o álbum e se divertir. De acordo com a coordenadora do Fundamental Menor, Ana Carla Ferreira, este é o segundo ano do evento. “Eles já trocam muitas figurinhas na hora do recreio, então resolvemos fazer um evento oficial para aqueles que gostam e que já tem o álbum.  Realizamos a troca de figurinhas na última Copa e percebemos que deu muito certo, é uma febre em todo País e as crianças estão envolvidas. É o nosso primeiro momento de torcida para o Brasil, já no esquenta da Copa, para eles irem se familiarizando com os jogadores”, explicou.

A aluna Marina Franco, do 3º ano, estava organizada, tinha até uma tabela indicando os números das figurinhas que ainda estavam faltando. “Só faltam 27 para completar o álbum e  estou animada com a troca. Falta pouco, quando chegar a Copa já vou ter tudo completo”, afirmou a menina.

Já Yasmin Oliveira, do 2º ano, disse não gostar muito de futebol, mas que na Copa do Mundo é diferente, por isso, se animou para comprar o álbum. “Ainda falta muito para completar, mas acho que com a troca de hoje vou conseguir muita coisa”, destacou a aluna que tem como jogador preferido, o Neymar.

Para o aluno João Vitor Rodrigues, do 2º ano, a troca de figurinhas foi só alegria e ele conseguiu completar o álbum durante o evento. “Cheguei aqui faltando poucas figurinhas e logo que comecei a trocar, consegui completar. Agora vou esperar para torcer muito nos jogos do Brasil”, contou.

Desde que souberam da troca de figurinhas os alunos ficaram eufóricos, contou a professora Juliana Costa. “Eles estavam muito empolgados, desde que comunicamos o evento não falavam em outra coisa, eles animaram até quem não estava no clima.  Eles gostam do álbum e sempre trazem para trocar no recreio, a escola viu e deu esse momento só deles, que proporciona o contato com os colegas da turma e com os alunos de outras salas”, ressaltou. 

Galeria Voltar Galeria Avançar
Carregando legenda