Notícias

Pais participam do primeiro encontro da Escola da Inteligência de 2018

No último sábado, 14 de abril, pais de alunos da Educação Infantil ao Fundamental Maior do Colégio do Salvador participaram do primeiro encontro da Escola da Inteligência de 2018, realizado no hotel Radisson. Na ocasião, foi ministrada uma palestra que tratou da importância de lidar com as emoções, alegria e tristeza, e também sobre a vida em família.
 

A gerente de ensino do programa Escola da Inteligência, Fabíola Falh, explicou que o programa foca na educação das emoções, trabalhando a empatia e a criatividade. “O  MEC traz como obrigatória a disciplina, mas antes dessa obrigatoriedade, o Colégio do Salvador percebeu a necessidade e trouxe a parceira com o programa, que tem como objetivo desenvolver seres humanos mais saudáveis emocionalmente”, destacou Fabíola. 

Já são 4 anos de parceria e de acordo com a gerente do Programa, as crianças que estão no trabalho a mais tempo tem mais facilidade em lidar com situações de frustrações e são mais ágeis na resolução de problemas. Uma vez por semana, os alunos participam da disciplina, que está dentro da grade curricular. Eles recebem material didático e trabalham com uma metodologia baseada em histórias, dinâmicas e vivências, sempre específico para  cada faixa etária. 

Genamara Fiel, psicóloga e coordenadora do programa da Escola da Inteligência no Colégio do Salvador, contou que todo ano os pais recebem o material do curso e durante o ano são realizados os encontros presenciais. “No curso trabalhamos a educação socioemocional, sempre com temas diferentes oferecendo ferramentas que ajudam na convivência familiar, no preparo do crescimento emocional e social dos filhos e a enfrentar adversidades da vida moderna.”, ressaltou. 

Família

Maria Eulina, que tem dois filhos no Colégio, um no 4º ano e outro no 9º ano, já participou várias vezes dos encontros e também fez o curso online proposto pelo Programa. “Eu acho isso tudo muito interessante, é importante envolver a família e também mostrar os valores que temos que ter na vida”, relatou Maria Eulina que continuou. “E o tema deste ano é muito importante, mostrar os sentimentos de raiva, de frustração, é fundamental. A criança tem que saber lidar com a perda, pois é algo que existe e sempre teremos, a vida não é só ó ‘sim’, temos perdas e o ‘não’ é muito importante”.
 

Outra mãe que também reconheceu a importância de se falar sobre o tema foi a Meire Rodrigues, que também tem dois filhos no Colégio. “Participamos de outros encontros e achamos bem interessante para vivenciar também um pouco do que eles vivem na escola e chamar a gente para a responsabilidade da educação da inteligência emocional, que às vezes no dia a dia se passa”, falou. 

Para a mãe Fabíola Ramos Gonçalves, que tem um filho no 9º ano, a escola é uma extensão da casa. “Devemos começar em casa, mas a escola deve abordar esses temas, até porque eles vivem muitas coisas na escola. É uma tríade, na verdade, não podem trabalhar sozinhos, o trabalho das emoções deve começar em casa, mas a escola é importante nessa ponte, principalmente porque algumas famílias tem dificuldade, então é muito válido esse trabalho”, concluiu.
 

Programa

A Escola da Inteligência é um programa educacional que objetiva desenvolver a educação socioemocional no ambiente escolar. Fundamentada na Teoria da Inteligência Multifocal, elaborada pelo Dr. Augusto Cury, a metodologia promove, por meio da educação das emoções e da inteligência, a melhoria dos índices de aprendizagem, redução da indisciplina, aprimoramento das relações interpessoais e o aumento da participação da família na formação integral dos alunos.

Galeria Voltar Galeria Avançar
Carregando legenda