Notícias

Alunos do Fundamental I participam do Projeto “Alimentação Saudável”

A atividade tem, como objetivo, reforçar, através de palestra lúdica com nutricionista, a compreensão da pirâmide alimentar e da importância de uma lancheira com menos comida industrializada.

Na segunda-feira (27), os alunos do 2º ano do Ensino Fundamental I, do turno da manhã, participaram de uma palestra lúdica com a nutricionista Larissa Monteiro Costa para aprender sobre pirâmide alimentar e como construir uma lancheira saudável. A ação faz parte do Projeto “Alimentação Saudável”, que visa estimular a mudança de hábitos dos alunos e terá continuidade na sexta-feira, para os alunos do turno da tarde.

De acordo com a coordenadora do Ensino Fundamental I, Ana Carla Ferreira, o projeto é apenas um reforço ao cuidado com a alimentação, que começa na pré-escola. “O Colégio do Salvador tem um cuidado muito grande com a alimentação dos alunos. Começa com os pequenininhos e vai até os maiores, que, por exemplo, têm, como regra, a sexta-feira como um dia para trazer apenas lanches saudáveis. O que fizemos aqui com esta palestra, foi promover o entendimento de que eles podem comer tudo, mas com moderação”, explica.

Os alunos Guilherme Alves, Beatriz e Flávia Leite de Barros Silva e Maria Fernanda Oliveira já possuem hábitos alimentares saudáveis em casa, mas, mesmo assim, consideraram importante e divertida a palestra na escola. Para Maria Fernanda Oliveira, a conversa com a nutricionista foi importante porque explicou mais sobre os alimentos que ficam na base alimentar. “A gente aprendeu o que pode comer todo dia, o que só pode comer de vez em quando e como a gente pode se alimentar de forma saudável. Eu já me alimento bem: na minha lancheira, sempre tem maçã, suco e outras coisas saudáveis”, diz.

“Eu aprendi que tem comer todos os dias as coisas que são saudáveis e as comidas que não são saudáveis, a gente pode comer apenas de vez em quando”, comenta Guilherme. As gêmeas Beatriz e Flávia ,contam que, nas suas lancheiras, sempre trazem muita fruta e outros lanches saudáveis e que aprenderam como uma alimentação saudável funciona. “Eu gosto de comer morango, uva, pera, melancia, feijão e arroz. E eu aprendi que isso é o certo”, comenta Beatriz. “Eu aprendi que alimentação saudável faz bem para a saúde, faz com que a gente fique menos doente. Quando eu chegar em casa, vou contar tudo que aprendi aos meus pais”, acrescenta Flávia.

Segundo a nutricionista, os hábitos alimentares saudáveis devem começar na infância e os pais e a escola desempenham fundamental papel nesse processo. “Crianças saudáveis têm a perspectiva de se tornarem adolescentes saudáveis e, posteriormente, adultos mais saudáveis. De cada cinco crianças que chegam à obesidade, quatro irão se tornar adultos obesos. Então, o exemplo é fundamental, porque é através dele que a criança aprende. Se você tem hábitos saudáveis em casa, dissemina isso pra sua vida. É uma corrente positiva. Os pais unificam a educação: tem que vir de casa para a escola e da escola para casa, de forma mútua”, explana.

Larissa reforça ainda que crianças magras, mas que não têm hábitos alimentares saudáveis, também precisam de acompanhamento. “É importante frisar que também há outros parâmetros que não estão apenas ligados à obesidade, como, por exemplo, colesterol alto e diabetes mellitus”, finaliza.

Galeria Voltar Galeria Avançar
Carregando legenda